Notícias

Brincadeiras de Outros Tempos

2019-05-31
Brincadeiras de Outros Tempos

Antecipando a data oficial de 1 de junho, o Conselho de Docentes assinalou, esta sexta-feira, o Dia Mundial da Criança, com a realização de uma sessão de jogos tradicionais, levando os mais novos a experimentar brincadeiras de outros tempos que, certamente, marcaram para sempre a infância de muitos de nós.

 

Antecipando a data oficial de 1 de junho, o Conselho de Docentes assinalou, esta sexta-feira, o Dia Mundial da Criança, com a realização de uma sessão de jogos tradicionais, levando os mais novos a experimentar brincadeiras de outros tempos que, certamente, marcaram para sempre a infância de muitos de nós.

 

Embora na Creche e no Pré-escolar esta tenha assumido uma vertente meramente lúdica, no 1.º CEB adquiriu os moldes de uma prova coletiva, formada por um circuito com 6 estações, visando a participação em divertimentos de dificuldade crescente, como por exemplo: o jogo da malha, a corrida do ovo na colher, o lencinho, o jogo das cadeiras, a corrida a dois pés e a gincana com aro de ferro.

 

Durante a prova, os rapazes exibiram a sua destreza com o aro, guiando-o com um cabo de madeira. Embora tenham havido alguns “tombos” durante a corrida, o jogo correu bastante bem, apesar dos obstáculos, aliás, poucos foram os participantes que tiveram de regressar ao local da “queda” e recolocar o aro na posição correta.

 

Já as raparigas revelaram enorme habilidade para o jogo das cadeiras e para as corridas do ovo com colher, na qual cada participante tinha de correr até a linha de chegada equilibrando, na boca, uma colher com um ovo cozido, no nosso caso de plástico para não sujar o chão.

 

A verdade é que os tempos podem ser outros e que a televisão e as novas tecnologias foram contribuindo progressivamente para o abandono destes jogos e brincadeiras de épocas passadas, que são parte importante da nossa identidade e cultura popular. No entanto, cabe à escola, em particular, desenvolver atividades ou projetos de recuperação dos jogos tradicionais, normalmente partilhados entre as associações locais e as autarquias, coexistindo com outras atividades lúdicas e desportivas.

 

E porque não há Dia Mundial da Criança sem piquenique, à hora do almoço foi servido um cardápio diferente, constituído por um delicioso hambúrguer no pão, com queijo, alface e tomate cherry, acompanhado de umas, não menos saborosas, batatas rústicas em palitos e, para sobremesa, um gelado em cone de baunilha.

 

Excecionalmente, neste dia as crianças e os alunos tiveram a hipótese de trocar o uniforme do colégio por um modelito à sua escolha.

 

Fotografias:

 

        

        

        

        

        

        

        


Voltar »