Notícias

Canguru Matemático Sem Fronteiras 2019

2019-06-17
Canguru Matemático Sem Fronteiras 2019

Com a finalidade de contribuir para a promoção e popularização da Matemática entre os alunos dos ensinos básico e secundário, a Associação Canguru Matemático Sem Fronteiras, sedeada em França, organiza, anualmente, um concurso internacional com o mesmo nome, que reúne mais de 6 milhões de participantes em 47 países. Em Portugal, a iniciativa está a cargo do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Matemática.

 

Com a finalidade de contribuir para a promoção e popularização da Matemática entre os alunos dos ensinos básico e secundário, a Associação Canguru Matemático Sem Fronteiras, sedeada em França, organiza, anualmente, um concurso internacional com o mesmo nome, que reúne mais de 6 milhões de participantes em 47 países. Em Portugal, a iniciativa está a cargo do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Matemática.

 

Depois das sublimes prestações nas edições precedentes, o CER voltou a associar-se à iniciativa e os resultados, embora ligeiramente inferiores, voltaram a não de fraudar as expectativas. Entre 82 758 alunos inscritos a nível nacional, 89% dos nossos representantes alcançaram classificações que lhes permitem constar do Quadro de Excelência publicado, no site da organização, no passado dia 3 de junho.

 

Destaque para os desempenhos quase irrepreensíveis dos alunos Catarina Rocha e Miguel Loureiro, que ficaram em 5.º lugar na categoria Mini-escolar Nível I, ambos com uma classificação de 68,75 pontos (o que corresponde a uma percentagem de 91,7%). Na mesma categoria, salientem-se ainda os resultados não menos brilhantes dos alunos Leonor Pinto e Francisco Freitas, que obtiveram 65,00 e 63,75 pontos respetivamente, o que corresponde a um 9.º e a um 11.º lugares. De parabéns está também o trio constituído pelos alunos Rita Martins, Santiago Cruz e Rodrigo Carvalho, classificados em 12.º lugar ex aequo.

 

No que diz respeito aos alunos do 4.º ano, categoria Mini-escolar Nível III, embora sem direito a top 5, os resultados não deixam de ser extraordinariamente positivos. Com 108,75 pontos em 120 possíveis, o aluno João Sousa alcançou um prestigiante 9.º lugar e o colega Afonso Bento (1.º classificado a nível nacional em 2017), com 107,50, um honroso 10.º. Ainda entre os 30 primeiros, e bem acima da média nacional, ficaram o aluno Afonso Policarpo, 24.º, e a dupla formada por António Loureiro e Pedro Freitas, em 30.º

 

Um bem-haja a todos os que tornaram este feito possível, nomeadamente às professoras titulares de turma que com o seu entusiasmo e dedicação ajudaram a dinamizar este projeto.

 

Para mais informações, é favor consultar a página oficial do concurso em: www.mac.uc.pt/canguru.


Voltar »