Notícias

Como se Proteger do Coronavírus?

2020-02-05
Como se Proteger do Coronavírus?

A Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) deu, esta quarta-feira, indicações para que os agrupamentos escolares e as escolas não agrupadas divulguem a toda a comunidade escolar informação sobre o Coronavírus e o plano de contingência interno da Direção-Geral da Saúde, como expresso no comunicado seguinte:

 

A Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) deu, esta quarta-feira, indicações para que os agrupamentos escolares e as escolas não agrupadas divulguem a toda a comunidade escolar informação sobre o Coronavírus e o plano de contingência interno da Direção-Geral da Saúde, como expresso no comunicado seguinte:

 

"Por solicitação da Senhora Diretora-Geral da Saúde, e face à epidemia causada pelo Coronavírus 2019 (n-CoV), que se iniciou na cidade de Wuhan, na China, mas já disseminado por outros continentes, e atendendo à declaração Organização Mundial da Saúde (OMS), de 30 de janeiro de 2020, ao abrigo dos mecanismos do Regulamento Sanitário Internacional, de que a atual infeção com o Coronavírus  constitui uma Emergência de Saúde Pública de âmbito Internacional".

 

Em anexo ao comunicado, a DGEstE disponibilizou ainda modelos de cartazes sobre os sintomas e quais os procedimentos a tomar para evitar a contração da doença.

 

O comunicado, assinado por Maria Manuela Pastor Faria, diretora geral daquele organismo, refere também que a Direção-Geral da Saúde (DGS) está em "estreito alinhamento com as orientações da OMS e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC)”.

 

Informe-se que o Coronavírus 2019 faz parte de um grupo de vírus que pode causar infeções nas pessoas, normalmente associadas ao sistema respiratório, podendo ser parecidas a uma gripe comum ou evoluir para uma doença mais grave, como pneumonia.

 

Por se tratar de um novo vírus, ainda é necessário mais tempo de investigação para se conseguir estudar as suas características, as formas de transmissão, a gravidade das infeções que pode provocar e qual o tratamento mais adequado.

 

Todavia, recomenda-se a adoção de medidas de higiene, etiqueta respiratória e práticas de segurança alimentar para reduzir a exposição e transmissão da doença, tais como:

 

- Evitar contacto próximo com doentes com infeções respiratórias;

- Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contacto direto com pessoas doentes;

- Evitar contacto desprotegido com animais selvagens ou de quinta;

- Adotar medidas de etiqueta respiratória;

- Tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir;

- Utilizar um lenço de papel ou o braço, nunca com as mãos deitar o lenço de papel no lixo;

- Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir.

 

Consulte os cartazes com recomendações gerais disponíveis na página da DGS aqui.


Voltar »