Notícias

We Are Never Too Old For Trick-or-treating

2019-10-31
We Are Never Too Old For Trick-or-treating

Fruto de uma tradição praticamente inexistente no nosso país, o Halloween passou a ser, nos últimos anos, um evento com alguma relevância na sociedade portuguesa, especialmente entre os mais novos.

 

Fruto de uma tradição praticamente inexistente no nosso país, o Halloween passou a ser, nos últimos anos, um evento com alguma relevância na sociedade portuguesa, especialmente entre os mais novos.

 

Com o objetivo de dar a conhecer esta festa, assinalada anualmente a 31 de outubro, a equipa de professores do 1.º CEB, em parceria com a docente de Inglês, Ana Ferreira, organizou, na manhã desta quinta-feira, uma sessão de esclarecimento sobre as origens desta estranha celebração.

 

Entre outras curiosidades, os alunos ficaram a saber que, embora se tenha popularizado nos Estados Unidos da América, este costume teve origem numa tradição celta, o Samhain, há mais 2500 anos. O termo significa literalmente “fim do verão”, e marcava o início do inverno e do novo ano gaélico que, de acordo com o calendário gregoriano adotado no século XVI, se comemorava entre o último dia do mês outubro e os dois primeiros do mês de novembro.

 

Nesses dias, as pessoas acreditavam que as almas dos mortos regressavam a casa para visitar os familiares, para pedir comida e aquecer-se com o fogo das lareiras. Para os dissuadir, os celtas colocavam, nas suas casas, caveiras e abóboras enfeitadas.

 

Dando continuidade a este costume, os alunos dos diferentes anos de escolaridade foram convidados a esculpir umas abóboras assustadoras e a apresentar uma coreografia inspirada no videocilpe de Michael Jackson, “Thriller”, considerado por muitos como o melhor e mais bem-sucedido de todos os tempos, porque apesar de não acreditarem em bruxas, que elas existem, existem!

 

Por sua vez, o grupo de educadores do Pré-escolar, disfarçado de personagens de filmes de terror, celebrou um “Baile Embruxado”, com o qual se propôs trabalhar os medos das crianças com uma boa dose de humor.

 

Já ao meio da tarde, a turma do 3.º ano do 1.º CEB foi surpreendida com a visita da D.ª Gabriela Almeida, encarregada de educação de uma das alunas, que serviu um lanche guloso!

 

Antes de dar o dia por terminado, as crianças e alunos de todas as valências participaram num desfile de máscaras, no Salão Polivalente, partindo depois à procura das “doçuras” ou “travessuras”.

 

Fotografias:

        

        

        

        

        

        


Voltar »